AUTOPSIA DO SAGRADO
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

AUTOPSIA DO SAGRADO

Se a discórdia sobre a existência ou não de Deus continua muito acesa e parece ter sido intensificada contemporaneamente, o mesmo não ocorre quando se avalia o papel diferenciado que a religião vem assumindo nas sociedades secularizadas, aliás, o próprio termo "secularização" é a palavra chave da relativa convergência entre ateus e crentes. Tanto um grupo como o outro são unânimes em afirmar que a religião mudou drasticamente seu campo real de atuação. Na modernidade, o mundo subjetivo dos indivíduos passa a ser sua principal morada, enquanto o espaço público sofre lentamente um processo de "dessacralização", não uma dessacralização que evoca formalmente um repúdio pelas crenças, mas aquela que evoca uma almejada "neutralidade objetiva" em prol de uma maior liberdade subjetiva individual. A presente obra visa examinar, tendo como base o anúncio nietzschiano sobre a "morte de Deus", quais as reais consequências filosóficas oriundas das transformações sofridas pelo moderno campo do sagrado.
Editora: SCHOBA
ISBN: 8580131766
ISBN13: 9788580131765
Edição: 1ª Edição - 2012
Número de Páginas: 288
Acabamento: BROCHURA
Formato: 16.00 x 23.00 cm.
por R$ 67,80  

Avaliações dos clientes

ANTENOR JOSÉ DA SILVA 01/12/2012

Ótimo, recomendo esta leitura imprescindível!
100%

Adriano Costa 29/11/2012

quero parabenizar pela excelente obra publicada e pela linguagem também usada sou ateu e gostei muito da maneira como foi abordada a questão do ateísmo e da religiosidade contemporânea,estou usando em minhas palestras e minha militância ateísta!
80%