ANJO DO ADEUS, O

ANJO DO ADEUS, O

O Anjo do Adeus, publicado quando Ignácio de Loyola Brandão comemorava trinta anos de literatura, representou uma novidade e um desafio em sua obra romanesca, um mergulho sem limites nas podridões da sociedade contemporânea. O subtítulo já diz (quase) tudo: "Sacanas honestos jogam limpo jogos sujos".Em ambiente de sujeira explícita e clima meio de pulp fiction, O Anjo do Adeus se desenrola num ritmo alucinante, de tirar o fôlego e o sono, revelando a face brutal de uma pequena cidade do interior brasileiro, Arealva. Uma história de ambição e luta pelo poder, pontilhada de sadismo, com uma sucessão de assassinatos, vinganças, mistérios, mentiras, sexo em desespero, farto consumo de drogas, ódios velhos e persistentes, que o cronista narra com cinismo, sarcasmo, alguma zombaria e absoluta fidelidade, segundo garante ao leitor no capítulo inicial, quando alguns envolvidos nos fatos tentam suborná-lo para alterar a história. Afinal, eliminar a memória ou disfarçar a realidade é uma atitude típica do povo local, com a qual, felizmente, o narrador não concorda. Nem tudo está podre em Arealva. Um dos autores mais populares e premiados da literatura brasileira contemporânea, Ignácio de Loyola Brandão nasceu em Araraquara, SP, em 1936. Estreou em livro em 1965, com o volume de contos Depois do Sol. A partir daí, não parou mais, conciliando a atividade de jornalista com a prática da literatura. Sua obra se caracteriza pela irreverência, o sarcasmo e a denúncia das mazelas da sociedade brasileira, o que lhe criou problemas com o regime militar. Zero foi proibido pela censura, sendo publicado primeiro na Itália, em 1974. A edição brasileira só saiu no ano seguinte. Ignácio de Loyola tem mais de trinta obras publicadas, entre romances, contos, livros de viagens, literatura infanto-juvenil.
Editora: GLOBAL EDITORA
ISBN: 8526005170
ISBN13: 9788526005174
Edição: 1ª Edição - 1995
Número de Páginas: 256
Acabamento: BROCHURA
Formato: 14.00 x 21.00 cm.
por R$ 45,00