ANOTAÇAO E A ESCRITA, A
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

ANOTAÇAO E A ESCRITA, A

O autor Cyro de Mattos, que atua em várias linguagens, reúne agora, em A anotação e a escrita, textos que foram publicados no curso de suas atividades literárias, em jornais, revistas e blogs importantes de Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro. Na primeira parte, denominada 'Algumas Anotações', o autor enfoca a progressão de nossa literatura através do Naturalismo e do Regionalismo. Faz um levantamentoda vida literária dop Rio de Janeiro no fim do Século XIX e início do XX, ressaltando o papel de escritores comprometidos com a nossa realidade, ao contrário de outros intelectuais da época, que absorvidos pelo espírito da belle époque, pensavam o Brasil com o pensamento na França.Examina alguns conceitos do conto, sublinhando os nomes mais representativos do gênero no corpo da literatura contemporânea brasileira. Analisa os elementos que compõem a estrutura da novela e mostra o percurso que o romance empreende das origens, como instrumento da ascensão da burguesia, aos tempos modernos, nas várias categorias de sua manifestação. Possibilita uma visão atual do futebol como motivação para o imaginário de contistas e romancistas. E do bicho na prosa de ficção curta, no estrangeiro e entre nós.Na parte 'Anotações como Comentário', revela o trajeto notável de Curt Meyer-Clason, tradutor de João Guimarães Rosa e Gabriel Garcia Márquez. Expõe sobre a estética da afetividade do brasilianista Fred Ellison, tradutor de importantes autores brasileiros nos Estados Unidos. Diz da valiosa colaboração da ensaísta e pesquisadora Nelly Novaes Coelho com o seu monumental Dicionário crítico das escritoras brasileiras. No texto Novo dicionário da língua portuguesa, de Aurélio Buarque de Holanda esclarece o equívoco que o dicionarista cometeu ao registrar o verbete grapiúna, aproveitando a ocasião para fornecer detalhes e elementos históricos para o significado correto do vocabulário. Comenta a poesia rica do poeta peruano-espanhol Alfredo Pérez Alencart em Según Voy de Camino, pequena antologia de fatura exemplar.Na secção 'Anotações como Depoimento', o autor revela sua crença nos valores da literatura cujo fundamento é a vida, referindo- se às suas primeiras leituras na infância. Alude ao seu compromisso com a literatura como atividade importante da criatividade humana. Um fenômeno que resulta de arte e engenho como expressão verbal de uma experiência de vida para comunicar ideias e dizer do mundo à humanidade. Lembra que a literatura infantil integra-se na vida para surpreender e encantar o leitor iniciante. Trata-se de literatura dotada de universo próprio para um público que está exercendo um estágio biopsíquico da natureza humana, mas que por isso não deve ser considerada inferior à que é escrita para adultos.Os assuntos aqui abordados, como resultados das anotações, resenhas e comentários, produzem na escrita lúcida uma abertura para o conhecimento da vida através do literário e de outros espaços de natureza cultural. E não só isso, funcionam como contribuição valiosa da linguagem que em si mesma transmite o seu poder de proliferação.
Editora: VIA LITTERARUM
ISBN: 8581511430
ISBN13: 9788581511436
Edição: 1ª Edição - 2016
Número de Páginas: 304
Acabamento: BROCHURA
Formato: 15.00 x 22.00 cm.
por R$ 40,00