ARTESANATOS DE POESIA

ARTESANATOS DE POESIA

Mário Faustino entendia que a leitura dos grandes poetas ocidentais era não apenas importante, mas imprescindível àqueles que pretendiam se dedicar à poesia. Para o crítico, ler os principais escritores estrangeiros era fundamental para enriquecer a própria linguagem e renovar a língua. Um espírito didático e formativo animava a crítica literária praticada por Faustino no Suplemento Dominical do Jornal do Brasil. Na página semanal Poesia-Experiência, que editou entre 1956 e 1959, o poeta construiu um painel crítico da poesia internacional do século XIX e da primeira metade do século XX. Ali, procurava avaliar a tradição poética em linguagem clara e acessível.Artesanatos de poesia reúne textos sobre poetas que fundaram a modernidade - como Edgar Allan Poe, Charles Baudelaire, Lautréamont, Arthur Rimbaud, Emily Dickinson e Stéphane Mallarmé - e sobre autores que consumaram a vanguarda do início do século XX - Marinetti, Guillaume Apollinaire, Blaise Cendrars, Tristan Tzara e Ezra Pound. Este último era o grande mestre e modelo do autor, de quem o poeta brasileiro tomou emprestado o lema "repetir para aprender, criar para renovar".A coleção de livros de Mário Faustino conta com organização e apresentação de Maria Eugenia Boaventura, professora titular de literatura da Unicamp.
Editora: COMPANHIA DAS LETRAS
ISBN: 8535904913
ISBN13: 9788535904918
Edição: 1ª Edição - 2004
Número de Páginas: 588
Acabamento: BROCHURA
Formato: 14.00 x 21.00 cm.