AULA PRATICA DE BRASIL NO PROJETO RONDON: ESTUDANTES, DITADURA E NACIONALISMO
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

AULA PRATICA DE BRASIL NO PROJETO RONDON: ESTUDANTES, DITADURA E NACIONALISMO

O Projeto Rondon durante a ditadura militar é um tema tão relevante quanto ignorado de nossa história recente. Ao analisa-lo com ferramentas de historiador, Gabriel Amato argumenta que os rondonistas constituíam suas práticas por meio do nacionalismo. O interior do país era entendido, a um só tempo, como fonte de brasilidade e espaço vazio que deveria ser conquistado. Esse imaginário possuía um aspecto anticomunista, pois esperava-se que a aula prática de Brasil das operações do Rondon afastaria os jovens de ações contrárias à ditadura. O livro propõe também um duplo questionamento: da memória social, defensora da tese do estudante como oposicionista nato, e de parte da historiografia mais recente, que vê no apoio de certos grupos sociais um consenso em torno do regime. Amato defende, ao contrário, a existência de uma dinâmica social multiforme da ditadura que comportava uma diversidade de atitudes dos estudantes diante do autoritarismo.
Editora: ALAMEDA
ISBN: 8579395844
ISBN13: 9788579395840
Edição: 1ª Edição - 2019
Número de Páginas: 290
Acabamento: BROCHURA
Formato: 14.00 x 21.00 cm.
de R$ 50,00por R$ 25,00 Economize R$ 25,00