AUTISMO E ESQUIZOFRENIA NA CLINICA DA ESQUIZE

AUTISMO E ESQUIZOFRENIA NA CLINICA DA ESQUIZE

Em 1906, a partir de sua leitura dos primeiros textos de Freud, nos quais descobrira o conceito psicanalítico de auto-erotismo, Eugen Bleuler cunha o significante autismo como um sintoma típico de esquizofrenia. Além da influência freudiana, Bleuler busca no próprio método clínico psiquiátrico as grandes contribuições para o tema, que remontam a Kahlbaum (1874), criador do termo catatonia, e a Kraepelin (1897), que estruturou o quadro nosológico da demência precoce. Longe de atribuir a dificuldade de escutar os autistas e os esquizofrênicos à presença de uma pretensa deficiência, ao analista cabe sustentar o outro como falta, mantendo-se em sua posição que afirma ao menos um desejo - aquele que se constitui em seu ato, psicanalítico, como ensina Lacan. Respostas a diversas questões sobre autismo e esquizofrenia são debatidas, com pertinência, neste volume.
Editora: MARCA D'AGUA
ISBN: 8587184059
ISBN13: 9788587184054
Edição: 1ª Edição - 1999
Número de Páginas: 288
Acabamento: BROCHURA