BALE RALE

BALE RALE

Este livro reúne dezoito contos curtos, que o autor chama de "dezoito improvisos". "É o meu livro que tem mais poesia assumida", diz ele. Brincando com a capa do livro, que traz a foto de duas múmias abraçadas. "Elas são conhecidas como 'Os Homens de Weerdinge'. Foram encontradas em um pântano. Há quem garanta que é o 'casal gay mais antigo da Holanda'. Podem ser visitadas no Drents Museum, na cidade de Assen", explica Freire. 'BaléRalé' marca mais uma vez o estilo do escritor, o de procurar "palavra dentro de palavra", como o angu dentro do sangue, ou o de misturar o erudito com o popular, aqui representados pelo balé e pela ralé. Sem contar a sua prosa ágil, forte, influenciada pelo maracatu e cordel pernambucanos. "Não fujo da dança", diz ele. E completa: "Vão dizer que é o livro mais 'gay' que escrevi. Não sei. Contos assim já existiam nos meus outros livros. Acho que este 'Balé' é que nasceu desse jeito. No próximo, quem sabe?, eu escrevo sobre cangaceiros".
Editora: ATELIE EDITORIAL
ISBN: 8574801747
ISBN13: 9788574801742
Edição: 2ª Edição - 2004
Número de Páginas: 144
Acabamento: BROCHURA
Formato: 13.00 x 21.00 cm.
por R$ 41,00