BAZAR DO RENASCIMENTO, O - DA ROTA DA SEDA A MICHELANGELO
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

BAZAR DO RENASCIMENTO, O - DA ROTA DA SEDA A MICHELANGELO

Em 'O Bazar do Renascimento' são estudados os aspectos cruciais da época: o significado do humanismo; a religião e o auge do luteranismo, a arte e a arquitetura, as viagens e descobrimentos que mudaram a visão de mundo, e os avanços no âmbito da ciência e literatura, introduzindo assim um período de efervescência cultural em escala global sem paralelo na história.O período histórico que irrompe no início do século XV, quando as sociedades orientais e ocidentais comercializavam intensamente arte, idéias e artigos de luxo numa troca competitiva, porém amigável, modelou o que agora chamamos de Renascimento europeu. O bazar oriental é uma metáfora adequada para as transações fluidas que ocorreram durante os séculos XV e XVI, ocasião em que a Europa começou a se definir. O fluxo de especiarias, sedas, tapetes, porcelanas, entre outros tantos artigos dos bazares orientais da Espanha muçulmana, do Egito mameluco, da Turquia otomana, da Pérsia e a Rota da Seda entre a China e a Europa forneceram a inspiração e os materiais para a arte e a arquitetura de Bellini, van Eyck, Dürer e Alberti. A transmissão do conhecimento árabe sobre astronomia, filosofia e medicina também influenciou profundamente pensadores e cientistas como Leonardo da Vinci, Copérnico, Vesalius e Montaigne. Foi o impacto complexo dessas trocas entre o Oriente e o Ocidente que criou a cultura, a arte e a sabedoria comumente associadas ao Renascimento.'O Bazar do Renascimento' defende que a Europa moderna nasceu nesteperíodo através do contato íntimo com seus vizinhos orientais, em sua maioria islâmicos - vizinhos que que posteriormente a mesma Europa passou a demonizar e rotular como subdesenvolvidos e incivilizados.
Editora: GRUA LIVROS
ISBN: 8561578068
ISBN13: 9788561578060
Edição: 1ª Edição - 2009
Número de Páginas: 224
Acabamento: BROCHURA
Formato: 16.00 x 23.00 cm.
por R$ 48,00