BISPO, O

BISPO, O

Em tradução inédita do russo, feita por Rubens Figueiredo, este conto longo de Anton Tchekov foi o penúltimo escrito pelo autor, quando já era consagrado pelos seus principais textos, como A gaivota ou Tio Vânia. Leia um trecho: "Naquele Domingo de Ramos, no mosteiro de Staro-Petróvski, celebravam as vésperas. Quando teve início a distribuição dos ramos de salgueiro, já eram quase dez horas, as velas se apagaram, os pavios viraram cinzas, tudo ficou como que envolto por um nevoeiro. Na penumbra da igreja, a multidão se agitava como um mar e o Reverendíssimo Piotr, doente havia uns três dias, teve a impressão de que todos os rostos – velhos, jovens, homens, mulheres – se pareciam uns com os outros e de que todos os que vinham receber os ramos de salgueiro tinham nos olhos a mesma expressão."
Editora: 7 LETRAS
ISBN: 8575770519
ISBN13: 9788575770511
Edição: 1ª Edição - 2003
Número de Páginas: 61
Acabamento: BROCHURA
Formato: 13.00 x 20.00 cm.