DE BAIXO PARA CIMA
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

DE BAIXO PARA CIMA

Organizado por Eliane Costa e Gabriela Agustini, De baixo para cima reúne o pensamento de articulistas e realizadores sobre as transformações vivenciadas pela produção dos bens simbólicos nos últimos anos, com especial atenção à cidade do Rio de Janeiro. São ensaios, artigos e depoimentos que refletem sobre a combinação de criatividade, inteligência de rede e desejo de transformação, a partir de pontos de vista nem sempre presentes no radar dos debates que se dão em torno da Cultura, da Inovação e de suas interfaces com a chamada Economia Criativa.O livro De baixo para cima se estende por uma plataforma digital homônima. Todas as experiências focalizadas no projeto nasceram no contexto das redes distribuídas e da popularização das tecnologias digitais, sendo, por conta disso, fundamentalmente marcadas pela ideia de compartilhamento, colaboração e construção horizontal do saber. Porém, mais do que a infraestrutura tecnológica desse cenário, prioriza-se aqui sua apropriação cultural. Procura-se refletir sobre processos emergentes que passaram a modular a criatividade nos últimos anos, tensionando modelos concentradores e convencionais.Boa parte do material que integra o projeto procura dialogar com a noção de cultura periférica, seja porque são iniciativas que se desenvolveram nas bordas geográficas e/ou sociais da cidade, seja porque se baseiam em uma concepção de inovação social e cidadã, distinta, portanto, da concepção convencional atribuída ao termo. O primeiro caso se funda no papel desempenhado pelo Rio de Janeiro nas últimas décadas do século XX, como celeiro da Cultura “de baixo para cima”, no movimento que passou a ser identificado como “cultura da periferia”. A segunda frente, não menos importante, destaca os espaços de troca e invenção ilustrados, principalmente, pelos espaços de trabalho coletivo (coworkings) e laboratórios de fabricação (makerspaces, hackerspaces, fablabs) que proliferam pelo mundo afora, e no Brasil, com modelos e perspectivas variadas. Dessas duas diferentes perspectivas de periferia, brotam iniciativas que interferem no cotidiano e no território. Em comum, vivenciam a Cultura enquanto processo, para além do produto ou do evento cultural, no contexto de uma revolução digital que é, antes de tudo, cultural.
Editora: AEROPLANO
ISBN: 8578201140
ISBN13: 9788578201142
Edição: 1ª Edição - 2014
Acabamento: BROCHURA
Formato: 16.00 x 23.00 cm.
por R$ 25,00