DEFINIÇAO DE INSUMOS PARA APROPRIAÇAO
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

DEFINIÇAO DE INSUMOS PARA APROPRIAÇAO

DE CREDITO DO PIS E DA CONFINS
Em 2002 foi instituída a não cumulativa das contribuições sociais. O modelo adotado para dar efetividade a esta técnica, no entanto, foi diverso daquele empregado aos demais tributos brasileiros, baseado no Método de Crédito do Tributo. Aliada a essa inovação, a administração tributária, ao regular a aplicação desta técnica, adotou definições que mitigaram o alcance dos créditos, o que, além de dificultar a apuração das contribuições sociais, aumentou a carga tributária suportada por diversas empresas incluídas nesta sistemática. Tendo em vista esses pressupostos, esta obra, após profunda análise da não cumulatividade, traz a extensão do conceito de insumo em diversas perspectivas, apresentando diversos exemplos de crédito que foram excluídos da definição fiscal. Também são apresentados os caminhos que poderão ser seguidos pelos contribuintes prejudicados com a definição adotada pela administração tributária. Em sua 3° edição, este livros foi atualizado às últimas decisões publicadas sobre o assunto, que têm se alinhado com aquilo que vem sendo defendido nesta obra desde sua primeira publicação.
Editora: FISCOSOFT
ISBN: 8587366068
ISBN13: 9788587366061
Edição: 3ª Edição - 2014
Número de Páginas: 172
Acabamento: BROCHURA
Formato: 14.00 x 21.00 cm.
por R$ 101,00 2x de R$ 50,50 sem juros