DIRETO DO BALCAO
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

DIRETO DO BALCAO

Reunindo textos inéditos em livro publicados nos últimos vinte anos pelo autor em jornais e revistas, em Direto do balcão temos um Aldir Blanc que fala de bares ('O buteco é o último reduto das palavras'), de personagens (que vão de Alfredinho Bip-Bip, passando por Betinho, Paulo César Pinheiro, Wilson das Neves, Nei Lopes, Hermínio Bello de Carvalho e por aí vai), de política, de futebol, de música e da paixão de ser avô. Para Heloisa Seixas, que assina a quarta capa, 'qualquer cientista social sério que queira entender a alma do Rio deveria estudar suas crônicas'. Nas crônicas de Direto do balcão, Heloisa continua, encontramos “um planeta de caos e beleza, lucidez e loucura, com seus personagens que resumem o universo – e que farão você se dobrar de rir. Tanto que, no fim, talvez lhe reste, no canto do olho, uma lágrima de ternura'. César Tartaglia, na orelha da obra, parece concordar: 'divertido mesmo quando explode em indignação, e lírico mesmo quando faz saltar sua veia, Aldir mostra que é possível fazer bom jornalismo, em seu sentido mais amplo, sem perder a ternura'. Este 'Direto do balcão' integra a coleção Aldir 70 — composta também por Rua dos Artistas e arredores, uma edição ampliada de Vila Isabel, inventário da infância, O gabinete do doutor Blanc: sobre jazz, literatura e outros improvisos e Porta de tinturaria.
Editora: MORULA EDITORIAL
ISBN: 8565679640
ISBN13: 9788565679640
Edição: 1ª Edição - 2017
Número de Páginas: 220
Acabamento: BROCHURA
Formato: 16.00 x 21.00 cm.
por R$ 38,00