DO POEMA VISUAL AO OBJETO-POEMA
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

DO POEMA VISUAL AO OBJETO-POEMA

A TRAJETORIA DE NEIDE SA
Em décadas de trabalho, a artista plástica carioca Neide Sá conseguiu a proeza de manter-se inquieta e inovadora: sempre procurou caminhos e formas de expressão experimentais. Fiel ao rigor formal da geometria em suas obras autorais e também, em alguns momentos, propondo performances coletivas, abertas à participação do público. Ela começou sua trajetória como arte-educadora de crianças, estimulando os sentidos sensoriais dos infantes e adquirindo gosto pelos processos criativos abertos à livre intervenção de cada indivíduo.Em seguida, ela se tornou uma das fundadoras do movimento do Poema/Processo, que utilizava signos visuais ao invés de versos construídos com palavras. As palavras, quando presentes, eram apenas legendas explicativas de códigos semióticos arbitrários, que davam pistas de leitura ao observador. Uma forma de expressão revolucionária na época, que durou de 1967 e 1972 e fazia o poema nascer da interpretação do leitor, transformado em coautor no ato de leitura. Num desdobramento natural, Neide se dedicou a poemas visuais gráficos, na síntese do preto e branco, pelo puro prazer da forma. Ao mesmo tempo, realizou seu antológico projeto A CORDA, na qual o público podia pendurar livremente fotos e manchetes de revistas e jornais da época. Uma obra aberta, no melhor sentido preconizado por Umberto Eco. (...)
Editora: LACRE EDITORA
ISBN: 856483314X
ISBN13: 9788564833142
Edição: 1ª Edição - 2014
Número de Páginas: 176
Acabamento: BROCHURA
Formato: 25.00 x 25.00 cm.
por R$ 80,00