DO SUMO BEM E DO SUMO MAL
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

DO SUMO BEM E DO SUMO MAL

Nas cinco disputas de "Do sumo bem e do sumo mal", que forma com Da república, as Tusculanas e De officiis o grupo das obras mais notáveis de Cícero, está presente antes de tudo a preocupação principal de toda a vida do filósofo; transplantar a cultura grega para o então solo rústico da sua pátria, a fim de dar-lhe uma orientação ética perene. Assim vemos Cícero evitando embora o helenismo servil , empenhar-se vigorosamente na criação ou adaptação de vocábulos latinos para as coisas e idéias do universo filosófico. Isso, porém, não era o bastante; era preciso também extrair das diversas escolas o que servisse a seus propósitos. Atacando ora o epicurismo, ora o pedantismo dos estóicos, e reafirmando-se discípulo de Sócrates ao mesmo tempo que se aproxima grandemente do aristotelismo, consolida Cícero aqui a sua principal contribuição para o pensamento universal. Sim, porque foi ele quem, entre todos os filósofos antigos, defendeu inequivocamente a existência de uma lei natural válida para todos os tempos, para todas as cidades, para todos os povos, para todos os homens, lei criada, promulgada e propagada pela Razão divina que governa o mundo. Antecipava, nisso, a filosofia patrística e escolástica.
Editora: WMF MARTINS FONTES - POD
ISBN: 8546903077
ISBN13: 9788546903078
Edição: 2ª Edição - 2020
Número de Páginas: 222
Acabamento: BROCHURA
Formato: 13.60 x 20.00 cm.
por R$ 44,90