DOGMATICA JURIDICA E IDEOLOGIA
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

DOGMATICA JURIDICA E IDEOLOGIA

Ariani parte de uma visão crítica de ideologia e de suas relações com a língua e mostra, com grande acuidade, como a pluralidade de vozes nem sempre marca posições democráticas, tanto quanto as monofonias nem sempre são autoritárias. A perspectiva dialética impede conferir valores absolutos a cada um dos pólos do discurso dialógico, rejeitando transforma-los em dimensões maniqueístas. Seu trabalho nega o dogmatismo, de um lado, e o ceticismo radical, de outro. Isso se manifesta fortemente na análise crítica da autora em relação ao valor ambíguo do discurso jurídico ambiental, apontando as condições de possibilidades do sistema capitalista e, ao mesmo tempo, seus limites estruturais no processo produtivo. Mostra a operação e a funcionalidade da ideologia que, de uma parte, tenta monopolizar as idéias de sustentabilidade e qualidade de vida, comum a todos os interesses, e, de outra, assegurar a legitimidade da ampliação sem limites do capital. Esse balanceio entre os pólos decorre do modo concreto com que Bakhtin considera o homem na práxis do discurso literário. Ariani, num salto pioneiro, aproveita o lance da polifonia para explicar essa dialética no campo do direito. Não há discurso sem homem, mas também não existe ser humano sem história. Não há direito sem história. Esse enfoque condiciona o leitor a ver a contextualidade do discurso jurídico dentro das dimensões antagônicas da sociedade real, lastreando a possibilidade consciente de equacionar o problema da ideologia jurídica e de seu poder social.
Editora: QUARTIER LATIN
ISBN: 8576741962
ISBN13: 9788576741961
Edição: 1ª Edição - 2007
Número de Páginas: 208
Acabamento: BROCHURA
Formato: 14.00 x 21.00 cm.
de R$ 49,00por R$ 43,12 Economize R$ 5,88