EU VI O MUNDO
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

EU VI O MUNDO

A intensa vida do pernambucano Cícero Dias (1907-2003) agora pode ser conhecida por meio de sua própria escrita. Um dos mais importantes pintores brasileiros do século XX, o pernambucano nascido em Escada, a 63 quilômetros de Recife, morreu antes de terminar suas memórias, que levam o título de Eu vi o mundo, alusão à sua obra mais famosa, Eu vi o mundo... ele começava no Recife. Também compõe a edição do livro um texto de sua companheira por mais de sessenta anos, a francesa Raymonde Dias, que preencheu muitas das lacunas deixadas pelo autor, como trechos importantes da vida de ambos em Paris, em meio à Segunda Guerra, o exílio em Lisboa e a volta à França libertada. Com uma narrativa nem sempre linear, as memórias recuperam a infância no engenho Jundiá e a ligação com o conterrâneo Gilberto Freyre; a vida boêmia no Rio de Janeiro ao lado de Murilo Mendes, Manuel Bandeira, Di Cavalcanti, Jayme Ovalle, Lucio Costa e Villa-Lobos; a forte amizade e o debate com as principais personalidades artísticas europeias da época, como Pablo Picasso e André Breton. A edição traz ainda fotos raras e inéditas, além de desenhos do figurino criado por Cícero para um balé de Mário de Andrade, imagens publicadas em livro pela primeira vez.
Editora: COSAC NAIFY
ISBN: 8540501104
ISBN13: 9788540501102
Edição: 1ª Edição - 2011
Número de Páginas: 256
Acabamento: BROCHURA
Formato: 16.00 x 23.00 cm.