EXISTENCIA E LIBERDADE

EXISTENCIA E LIBERDADE

Talvez o elogio mais completo que se possa fazer a um pensador como Sartre consista em dizer que ele soube, como nenhum outro, assumir e levar às suas conseqüências mais extremas as contradições do homem de nosso tempo. Inicialmente avesso, como se sabe, a qualquer contágio da História, seu pensamento termina se revelando o mais aberto aos entreveros de todas as latitudes em que se debate a realidade humana do nosso Século. Poderíamos, portanto, tomar sua filosofia como a expressão mais completa da plenitude crítica do homem burguês. Realmente, tome-se os conceitos mais significativos do primeiro Sartre indivíduo, consciência, liberdade , e sem dificuldades maiores perceber-se-á que eles se enraízam nas próprias matrizes do assentamento burguês; aqueles conceitos, em verdade, já se impõem, até mesmo antes de Descartes, como a configuração prévia das trilhas que haveriam de ser percorridas pelo homem moderno em busca de sua instalação definitiva aqui nesta terra estamos assistindo ao nascimento do mundo, resume Sartre. Evidentemente, o otimismo da Ilustração já toma hoje as suas distâncias, e tudo se faz agora de modo muito mais sofrido: é necessário atravessar sentimentos ímpios para despir o indivíduo dos resquícios que ainda o adulteram, vasculhar o absurdo para descobrir aquilo que a consciência realmente é, enfrentar a hipocrisia da má-fé para que a liberdade possa alçar-se ao nível mais maduro de sua responsabilidade. Mas tudo isso não deixa de obedecer às invenções originárias surgidas para a realizaçã o do projeto burguês, trata-se do desdobramento de um mesmo itinerário. Dentro desta perspectiva, a tardia descoberta da História não poderia deixar de surgir como uma fatalidade. Afinal, é na dominação do espaço e do tempo, ou seja, na História, que aquele projeto burguês consegue alcançar toda a sua dimensão.
Editora: L&PM
ISBN: 8525405027
ISBN13: 9788525405029
Acabamento: BROCHURA