HOSPITAIS E SAÚDE NO OITOCENTOS
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

HOSPITAIS E SAÚDE NO OITOCENTOS

DIÁLOGOS ENTRE BRASIL E PORTUGAL
Um diálogo entre pesquisadores brasileiros e portugueses sobre arquitetura, urbanismo, patrimônio cultural e saúde no século 19, quando novos preceitos terapêuticos foram incorporados nas construções e adaptações de edifícios hospitalares. Esta é a proposta do livro Hospitais e Saúde no Oitocentos: diálogos entre Brasil e Portugal, organizado por Cybelle Salvador Miranda e Renato da Gama-Rosa Costa, parte da Coleção História e Saúde, da Editora Fiocruz. Os estudos ancoram-se no neoclassicismo e sua utilização nos hospitais construídos naquela época, tanto no Brasil (Rio de Janeiro e Belém), quanto em Portugal (Lisboa, Porto e Fafe). Essa concepção arquitetônica valoriza a ideia de progresso, asseio e racionalidade. Do ponto de vista formal, a materialização dos ideais de racionalidade e a construção de hospitais concorrem para se entender a transição de assistência adotada pelo Estado de base religiosa e o Estado laico, com exemplos no Brasil e também em Portugal.As formas clássicas empregadas nos princípios do século 19 atestam um desejo de mudança de paradigmas em que a ciência se afirmava como um contraponto ainda delicado aos saberes populares e à tradição católica. No Brasil, as primeiras mudanças na arquitetura dos hospitais respondiam às questões impostas pelo avanço das doenças e das epidemias.
Editora: FIOCRUZ
ISBN: 8575416227
ISBN13: 9788575416228
Edição: 1ª Edição - 2018
Número de Páginas: 223
Acabamento: BROCHURA
por R$ 40,00