IMAGENS DO PARQUE DO IBIRAPUERA
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

IMAGENS DO PARQUE DO IBIRAPUERA

A região era alagadiça e tão pouco aprazível que ganhou dos índios o apelido de "pau podre", ou em tupi, "ypi-ra-ouêra." Mas, hoje é a maior jóia da cidade não só pelo patrimônio arquitetônico que está dentro dele, mas principalmente pelo carinho que paulistanos de todas as gerações e classes sociais devotam ao Parque do Ibirapuera.Mas, como tudo em São Paulo, o parque é fruto de uma equação em que se misturam conhecimento, trabalho e teimosia. Talvez por isso ele seja capaz de traduzir com tanta facilidade a diversidade que é a marca da capital paulista. Mas, entre pau podre e destaque da cidade, houve uma história com uma boa dose de emoção.Para planejar o parque foram chamados nomes de destaque no cenário nacional nos anos 1950: o projeto arquitetônico foi comissionado ao arquiteto Oscar Niemayer, que criou para a cidade de São Paulo construções em formas tão inovadoras e arrebatadoras como a Oca, a Marquise e a Bienal. Pode-se dizer, inclusive, que o Ibirapuera foi o percussor da estética que teria Brasília como seu maior exemplo. Roberto Burle Marx criou um projeto de paisagismo que não chegou a ser concluído. Deve-se ao engenheiro agrônomo Otávio Augusto Teixeira Mendes a transformação do antigo charco virou um dos mais amados símbolos da maior cidade da América do Sul.
Editora: DECOR
ISBN: 8599742531
ISBN13: 9788599742532
por R$ 169,00 3x de R$ 56,33 sem juros