JARDINEIRO QUE TINHA FE, O

JARDINEIRO QUE TINHA FE, O

Clarissa Pinkola Estés avisa logo de início: 'Este pequeno livro contém diversas histórias. Como bonecas Matriochka, elas se encaixam umas dentro das outras.' E segue desfiando seus contos curtos, através de um personagem central, seu querido Tio Zovár. Ele é um velho camponês, sobrevivente dos campos de trabalhos forçados da Europa durante a Segunda Guerra Mundial, que mantém viva a tradição das histórias. Clarissa revive a saga do tio, sua persistência e fé, quando ele decide replantar uma floresta inteira, devastada pela civilização. A arte de contar histórias entre uns e outros afazeres domésticos, a família reunida à mesa para o ritual, os contos passados por gerações: O jardineiro que tinha fé tem tudo isso e muito mais. O livro é autobiográfico e revela os antepassados de Clarissa através das fábulas. Quem leu sua primeira obra, 'Mulheres que correm com os lobos', sabe que a psicanalista junguiana conta histórias e traz surpreendentes interpretações com talento reconhecido. Em 'O jardineiro que tinha fé - Uma fábula sobre o que não pode morrer nunca', a escritora volta a manipular mitos, contos e lendas, procurando perpetuar a tradição oral que herdou da família adotiva, radicada numa área rural ao norte dos Estados Unidos nos anos 40 e 50.
Editora: ROCCO
ISBN: 8532506925
ISBN13: 9788532506924
Edição: 1ª Edição - 1997
Número de Páginas: 96
Acabamento: BROCHURA
Formato: 13.50 x 19.00 cm.
por R$ 29,00