JUÍZOS ESTÉTICOS: KANT E A ARTE MODERNA

JUÍZOS ESTÉTICOS: KANT E A ARTE MODERNA

Este livro busca pensar os juízos estéticos da terceira Crítica de Kant em relação aos discursos sobre a arte moderna. De maneira didática, o texto relaciona tais juízos à utopia da modernidade e às suas consequências (e críticas) contemporâneas, por meio de uma apresentação geral do pensamento kantiano, de sua fase pré-crítica às três Críticas –, a do entendimento, da razão prática e, finalmente, a do juízo. Não se trata, porém, de uma análise pormenorizada do pensamento de Kant propriamente, mas de expor as várias interpretações que este recebeu ao inaugurar um outro espaço para a Estética, principalmente no que se refere à arena comunitária pública – o museu, por exemplo – na qual se agenciam os juízos. Esse novo espaço comunitário faz da arte meio de reflexão. E é essa característica aberta às potencialidades judicativas, polêmicas, que torna possível uma arte ao mesmo tempo universal e sem regras fixas. Mais do que pensar a arte como “livre jogo”, ou como “bela” e como “finalidade sem fim”, pontos nodais da Crítica de Kant, sem dúvida, interessa-nos investigar a perspectiva autorreflexiva que os juízos estéticos permitem. A interpretação do objeto-arte moderno não seria, em última instância, o exercício comunitário de um juízo de reflexão compartilhado?
Editora: UNB EDITORA
ISBN: 8523009698
ISBN13: 9788523009694
Edição: 1ª Edição - 2019
Número de Páginas: 106
Acabamento: BROCHURA
Formato: 16.00 x 23.00 cm.
por R$ 50,00