LADAINHA
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

LADAINHA

Bruna Beber tenta retirar, ao extremo, o peso, a profundidade e a densidade da poesia A começar pelo título: tipo de canto, prece ou recitação que provém de uma dimensão religiosa, a palavra “ladainha” passou a ser usada para dizer aquilo que se repete incansavelmente apesar de já ter perdido o sentido. Ainda, ao escolher não dar títulos aos poemas, mas apenas enumerá-los com a sequência dos 32 primeiros números primos, Bruna Beber foge à simples infinitude dos números naturais, aspirando a uma infinitude ainda não de todo mapeada. O que poderia ser visto como um exercício de banalidade e humor propositalmente afirmativos é, antes de tudo, uma posição ironicamente crítica da poesia para com sua história, para com a poeta, o leitor, a tradição, o mundo, o nosso tempo e, mesmo, a vida.
Editora: RECORD
ISBN: 850110826X
ISBN13: 9788501108265
Edição: 1ª Edição - 2017
Número de Páginas: 96
Acabamento: BROCHURA
Formato: 14.00 x 21.00 cm.
por R$ 34,90