METADE DA ARTE

METADE DA ARTE

O poeta paulista estreou em 1999, com 'Não se diz', que já apresentava um trabalho original no panorama da poesia brasileira contemporânea, com uma dicção firme e elevada, sem ser ornamental e bacharelesca. Neste volume, esse construtor de imagens poderosas reúne toda a sua poesia, incluindo dois livros inéditos: A terra inculta e o próprio Metade da arte, que dá título à coletânea. Além deles, inclui também a bela plaquete 'Tome seu café e saia', publicada em 2000 pela coleção Moby Dick (Viveiros de Castro Editora). Sua poesia é reflexiva; trata de todos aqueles assuntos que interessam aos homens, ou seja, entender e saber pensar sobre os fatos - menores e maiores - da vida, desde o nascimento de um filho ou de um molusco, passando por umacidente de automóvel e pelas tensões e relaxamentos na esfera da vida amorosa. Além de poeta, Marcos Siscar é professor de literatura na Unesp - São José do Rio Preto, tradutor de Tristan Corbière, Apollinaire e Michel Deguy e um dos editores da revista de poesia 'Inimigo Rumor' (7 Letras/Cosac & Naify).
Editora: COSAC NAIFY
ISBN: 8575032143
ISBN13: 9788575032145
Edição: 1ª Edição - 2003
Número de Páginas: 176
Acabamento: BROCHURA
Formato: 11.50 x 18.50 cm.