NO ÚLTIMO BANCO

NO ÚLTIMO BANCO

Ao voltar à Igreja uma pessoa deveria se sentir recepcionada, assim como o fora o "filho pródigo" (Lc 15,11-32): o pai não deixou o filho no último banco, dando-lhe uma espécie de castigo, mas adiantou-se para recepcioná-lo, acolheu-o na mais digna recepção. A maioria das pessoas que retornam à nossa Igreja não é notada. Nossa indigerido está matando a dinâmica da comunidade eclesial. Parece que estamos pouco nos importante com aqueles que entram ou saem Igreja.A falta de uma equipe de pastoral da acolhida para recepcionar as pessoas é sinal de que temos ainda um longe caminho a percorrer. Em meio à necessidade de retomada de um novo ardor, missionário, o autor espera que seu livro possa despertar o desejo de sempre acolher bem as pessoas que se aproximam de nossas comunidades.
Editora: LOYOLA
ISBN: 8515033313
ISBN13: 9788515033317
Edição: 1ª Edição - 2007
Número de Páginas: 104
Acabamento: BROCHURA
Formato: 14.00 x 21.00 cm.
por R$ 18,00