O MENINO QUE QUERIA SER CELULAR

O MENINO QUE QUERIA SER CELULAR

Por que aquele menino queria ser um celular? Será que é porque o pai falava mais ao celular do que com ele? Será que é porque a mãe conversava mais com as amigas no celular do que com ele? Será que é por tudo isso? Pois é. Quando um menino de apenas sete anos acha que é melhor se transformar num aparelhinho de plástico, baterias e metal do que ser um menino de carne e osso, é porque alguma coisa não vai bem na casa dele.
Editora: MELHORAMENTOS
ISBN: 8506055490
ISBN13: 9788506055496
Edição: 2ª Edição - 2008
Número de Páginas: 55
Acabamento: BROCHURA
Formato: 20.50 x 27.50 cm.
por R$ 66,00