ORGULHO DE JAMAIS ACONSELHAR - A EPISTOLOGRAFIA DE MARIO DE ANDRADE E SEU PROJETO PEDAGOGICO
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

ORGULHO DE JAMAIS ACONSELHAR - A EPISTOLOGRAFIA DE MARIO DE ANDRADE E SEU PROJETO PEDAGOGICO

"Uma carta não respondida me queima, me deixa impossível de viver, me persegue. Algumas não respondo, me exercito, ou condeno por inúteis." Assim Mário de Andrade escreve à amiga Henriqueta Lisboa em 1944 referindo-se a sua conhecida faceta de carteador. E sobre esse quase mito criado em torno do escritor que Marcos Antonio de Moraes se debruça neste livro, em que analisa a epistolografia de Mário de Andrade. Antonio Candido afirma que para o escritor escrever cartas era "tarefa de tanta responsabilidade moral e literária quanto escrever poemas ou estudos", atividade que ele cumpria com dedicação e regularidade sui generis, como quem professa a "religião da correspondência". Analisando correspondência de Mário com jovens escritores, com escritores consagrados, com amigos de longa data, Marcos Antonio de Moraes procura recompor o papel que essa atividade desempenhou na poética de Mário.
Editora: EDUSP
ISBN: 9788531409868
ISBN13: 9788531409868
Edição: 1ª Edição - 2007
Número de Páginas: 248
Acabamento: BROCHURA
Formato: 16.00 x 23.00 cm.
por R$ 44,00