PEREGRINAÇAO DE WATTEAU A ILHA DO AMOR, A
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

PEREGRINAÇAO DE WATTEAU A ILHA DO AMOR, A

Em 1712, Antoine Watteau pintou a primeira versão de Embarque para Citera, como pré-requisito para ingressar na Academia Real em Paris. Em 1983, por ocasião de um colóquio em Berlim, Norbert Elias - aos 86 anos e já quase cego -, diante da tela e de diversos colegas, discorreu sobre o quadro e seus elementos com uma perspicácia e riqueza de detalhes que deixaram todos pasmos. O presente ensaio teve origem nessa ''aula'' informal, mas o quadro já interessava Elias desde sua juventude, quando preparava a tese sobre A sociedade de corte. Na ambigüidade da tela - luminosidade e melancolia - e através dos diferentes tipos de recepção de Citera ao longo do tempo, o autor via o prenúncio de uma mudança na configuração social européia: o declínio da aristocracia e a ascensão da burguesia. 'A peregrinação de Watteau à ilha do amor' expõe com clareza, e do ponto de vista sempre peculiar de Elias, a mudança de mentalidade na Europa desde a Revolução Francesa até o final do século XIX, quando as utopias idealistas transformaram-se em medo e angústia. Essa edição brasileira inclui reproduções a cores das três versões da tela pintadas por Watteau e prefácio do diretor da Fundação Norbert Elias, Hermann Korte. Além disso, traz apreciações críticas da obra de Watteau, de autoria de Gérard de Nerval, Jules e Edmond Goncourt e Théophile Gautier, autores citados por Elias ao longo do livro.
Editora: ZAHAR
ISBN: 8571108404
ISBN13: 9788571108400
Edição: 1ª Edição - 2005
Número de Páginas: 76
Acabamento: BROCHURA
Formato: 14.00 x 21.00 cm.
por R$ 29,90