POR TRAS E PELA FRENTE PRIMEIRO - E OUTROS POEMAS
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

POR TRAS E PELA FRENTE PRIMEIRO - E OUTROS POEMAS

Para além da expressão, Schwitters busca focar-se no material da poesia – o som, o tom, o ritmo e a palavra – criando um texto propriamente dadaísta através de experimentos de dissolução da sintaxe a favor do que ele mesmo chamará de poesia abstrata. Uma poesia que joga palavra contra palavra e que está além do sentido, mas que seja capaz de gerar um sentimento do mundo (Weltgefühl). Seu exercício poético é o de isolar e recombinar palavras de formas inusitadas, pondo em xeque questões de referencialidade e não-referencialidade. A linguagem não é aqui vista como meio para descrever ocorrências internas ou externas, mas como material artístico físico. A palavra não é mais um veículo de sentido, mas um valor sonoro e visual para a composição. Através da insistência em desestabilizar a continuidade de sequências lógicas e a continuidade lírico-melódica do poema, o sentido dá lugar à cadeia de palavras e a lógica dá lugar a um amálgama alógico de vocábulos desconexos que agora provoca uma relação feita pela sugestão. Estamos próximos da parole in libertá dos futuristas italianos e da collage verbaux do círculo de cubistas franceses. Schwitters está compondo poemas assim como compõe suas pinturas, ou melhor, assim como compõe sua arte Merz, dando forma a um entulho de colagens feitas de ready-mades e objets trouvés verbais.
Editora: EDIÇOES JABUTICABA
ISBN: 8593478093
ISBN13: 9788593478093
Edição: 1ª Edição - 2018
Número de Páginas: 100
Acabamento: BROCHURA
por R$ 30,00