RETORICA ANTIGA E AS OUTRAS RETORICAS, A

RETORICA ANTIGA E AS OUTRAS RETORICAS, A

A RETORICA COMO CRITICA LITERARIA
Repudiando os que apregoam a morte da Retórica Antiga, Tringali desvenda todas as retóricas desde a "Retórica antiga" consolidada por Aristóteles, Cícero e Quintiliano, até as "Retóricas redutivas" e a "Retórica semiótica". Segundo J.L. Vives (1492-1540), "uma sociedade não pode sobreviver sem justiça e sem discurso".Quem analisa a vida cultural da humanidade se impressiona com a vitalidade da Retórica. Não há como desconsiderar um fenômeno de tal relevância. Desde a Antiguidade, até nossos dias, ainda prevalece o gosto em discursar. O discurso tornou-se um instrumento de trabalho.Mas este livro não constitui um manual prático de "discursos para todas as ocasiões". Pela sua rigorosa reconstituição da história da Retórica, ele oferece bagagem e substância para se chegar rigorosamente ao discurso, o que não é o simples fazer exercícios acadêmicos de declamação.Em sua concepção a essência do discurso retórico é obter-se um texto ininterrupto produto de uma composição, dotado de retoricidade, isto é, a capacidade que tem um texto de ser dialético e persuasivo, sendo persuasivo porque dialético.Trata-se de uma volta à pureza do conceito aristotélico de dialética. Nessa volta à Dialética de Aristóteles o autor acompanha Perelman. Para Aristóteles a dialética é a parte da Lógica que busca, numa questão discutível, persuadir a melhor opinião. A dialética não busca verdades ou evidências ou certezas, o que pertence à esfera da "Analítica". Em conclusão, um texto que não defenda uma opinião não é retórico. E por isso mesmo, a Retórica supõe sempre discursos em oposição. Basta que as opiniões se oponham por diferenças, mesmo pequenas. A Retórica opera com a dialética da diferença. Não é necessário que as opiniões se oponham por contradição ou contrariedade.A Retórica não é somente a arte de dizer bem, como queria Quintiliano. Dizer bem pode significar muita coisa. Vale para qualquer texto bem composto, independente de que persuada ou não. Dizer bem não caracteriza o discurso retórico. Sem persuasão não há retórica.Pela exposição Tringali deixa entrever que é pela exploração do conceito de persuasão que a Retórica trouxe uma grande contribuição ao desenvolvimento do pensamento humano.A análise do discurso retórico supõe necessariamente a análise do conceito de persuasão. Há mais de vinte e cinco séculos que o conceito de persuasão vem sendo discutido pela Retórica.
Editora: MUSA EDITORA
ISBN: 8585653957
ISBN13: 9788585653958
Edição: 1
Número de Páginas: 388
Acabamento: BROCHURA
por R$ 88,00