SACCOLA DE FEIRA
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

SACCOLA DE FEIRA

O que cabe em 14 linhas? O que pode ser contido numa estrutura de quatro estrofes? Que ideias podem ser traduzidas por versos que rimam, liricamente conduzindo o leitor pela sua narrativa? No caso dos sonetos de Glauco Mattoso, tudo, de memórias de sabores, odores, cores e alimentos ingeridos da infância à maturidade, sempre associados a dores e prazeres da vida a podolatria, sadomasoquismo e amor. Numa miscelânea de temas tão variados, nada mais justo que o livro ser nomeado Saccola de Feira (assim, com a grafia antiga de ?saccola?, um dos traços do autor), onde tudo pode ser colocado sem distinção. Cego aos 40 anos devido ao glaucoma (que deu a Glauco seu irônico pseudônimo), o poeta é o narrador que conduz a viagem lírica pelos campos da cegueira, podolatria, memória, infância, sexo, violência, poética, política e corpo, sempre demonstrando uma percepção ímpar para todas as nuances que ele consegue retirar de sua saccola lírica.
Editora: NVERSOS
ISBN: 9788564013490
ISBN13: 9788564013490
Edição: 1ª Edição - 2014
Número de Páginas: 256
Acabamento: BROCHURA
Formato: 15.00 x 21.00 cm.
por R$ 82,00