SALOME
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

SALOME

Oscar Wilde escreveu Salomé em 1891, e o fez em francês. Quando lhe perguntaram por que a escrevera nessa língua, Wilde disse que desejava "tocar esse novo instrumento para ver se podia fazer dele algo belo". Trata-se, pois, não apenas de um novo trabalho, mas da experimentação de um outro instrumento de expressão, a língua francesa. Porém, os eventos que cercaram a recepção da obra não animaram o seu autor. Wilde foi acusado de tomar excessiva liberdade com o texto bíblico. Além disso, acena em que Salomé beija os lábios de João Batista morto foi qualificada de absoluto mau gosto. Cercada de tais atributos, Wilde não conseguiu obter uma representação imediata da obra. A peça só pôde ser encenada em Paris no ano de1896, quando o escritor já estava preso. E em Londres, em 1905, quase cinco anos depois de sua morte. Depois disso, a obra ganhou reconhecimento e importância, foi amiudamente representada nos palcos, passou para as telas do cinema, ganhou a música e a dança. Esta edição, cuidadosamente preparada, apresenta tradução direta do francês e um apêndice com notas explicativas, uma série de poemas inspirados em Salomé, em que figuram poetas como Théodore de Banville, Mallarmé, Wilde, Antoine Sabatier entre outros, os desdobramentos no palco e na tela desde a estréia da peça em 1896 até a atualidade, cronologia da obra do autor e as ilustrações de Aubrey Beardsley que figuraram na primeira edição de Salomé em 1894. Acrescenta, pois, novas possibilidades defruição dessa obra significativa da arte teatral.
Editora: LANDY EDITORA
ISBN: 8587731645
ISBN13: 9788587731647
Edição: 1ª Edição - 2002
Número de Páginas: 121
Acabamento: BROCHURA
Formato: 11.50 x 21.00 cm.
por R$ 30,00