SOMOS PEDRAS QUE SE CONSOMEM
Passe o mouse na imagem para ver detalhes Ampliar

SOMOS PEDRAS QUE SE CONSOMEM

Ignácio de Loyola Brandão declarou a respeito do romance de Raimundo Carrero: incestos, traições, sadismo, masoquismo, sexo, sexo, sexo, coxas molhadas, pênis artificiais, lesbianismo, homossexualismo, hetero, masturbações. amor, solidão, ternura, poesia. Carrero me lembra Henry Miller com muito mais violência .
Editora: ILUMINURAS
ISBN: 8573210095
ISBN13: 9788573210095
Edição: 1ª Edição - 2000
Número de Páginas: 192
Acabamento: BROCHURA
Formato: 14.00 x 21.00 cm.
por R$ 50,00