0

Meu carrinho

    Favoritar

    sociedade-e-democracia

    NAS RUÍNAS DO NEOLIBERALISMO
    Ref:
    892796

    Por: R$ 52,00

    Preço a vista: R$ 52,00

    Comprar

    Sinopse

    Apanhada de surpresa pela sua própria força, a extrema direita subiu ao poder em democracias liberais pelo mundo. Cada eleição é um novo choque: neonazistas no parlamento alemão, neofascistas no italiano, o Brexit celebrado pelos tabloides xenófobos, a ascensão do nacionalismo branco na Escandinávia, regimes autoritários tomando forma na Turquia e Leste Europeu e, é claro, o trumpismo. O ódio belicoso racista, anti-islâmico e antissemita cresce nas ruas e na Internet; grupos de extrema direita eclodem na política após anos se escondendo. Vitórias políticas encorajam movimentos de extrema direita e adquirem sofisticação como manipuladores políticos e peritos em construir notícias nas mídias sociais.

    O livro de Wendy Brown narra a história dessa nossa atualidade. Desde a metade do século XX, ficou claro que os efeitos desagregadores da sociedade capitalista produzem o efeito conhecido como sociedade de massa: indivíduos perdem vínculos com local de origem e cultura, famílias se dispersam, "valores familiares" perdem sentido. Após a Segunda Guerra, na reconstrução alemã, um primeiro grupo de pensadores neoliberais – os Ordoliberais alemães – chama esse processo de “proletarização” – aceitando grande parte do relato histórico de Marx, embora se opondo aos seus valores e esperanças políticas. Eles viam o capitalismo gerando uma força social massificada que poderia se revoltar contra ele com um retorno ao fascismo.O projeto neoliberal dos ordoliberais visava combater a proletarização: incentivar o empreendedor e a formação de empresas e revitalizar as províncias combatendo as grandes aglomerações urbanas. Ao mesmo tempo, era preciso reagrupar os indivíduos em suas famílias e torná-las responsáveis pelo autoprovisionamento e eventualmente transformando-as em unidades produtivas empreendedoras. "Ancorados na comunidade e na família", diz Wendy Brown, os indivíduos seriam capazes de resistir ao que Röpke e Rüstow chamaram de "fria sociedade" do mero valor econômico e da competitividade. Essa âncora comunitário-familiar também impediria que os trabalhadores "se tornassem presa da mania proletária de demandar os podres fruto do Estado de bem-estar".
    Mostrar mais

    Ficha técnica

    Especificações

    ISBN9788594444073
    SubtítuloA ASCENSÃO DA POLÍTICA ANTIDEMOCRÁTICA NO OCIDENTE
    Pré vendaNão
    Peso240g
    Livro disponível - pronta entregaSim
    Dimensões20 x 14 x 2
    IdiomaPortuguês
    Tipo itemLivro Nacional
    Número de páginas256
    Número da edição1ª EDIÇÃO - 2019
    Código Interno892796
    Código de barras9788594444073
    AcabamentoBROCHURA
    AutorBROWN, WENDY
    EditoraPOLITEIA
    Sob encomendaNão

    Este livro é vendido

    SOB ENCOMENDA

    SE DISPONÍVEL NO FORNECEDOR SERÁ ENTREGUE EM dias

    Mais

    O prazo de acordo com a transportadora selecionada.

    Comprar