0

Meu carrinho

    Favoritar

    POLÍTICA, CULTURA E SOCIEDADE NA AMÉRICA LATINA

    Ref:
    913179

    Por: R$ 111,48ou X de

    Comprar

    Para envios internacionais, simule o frete no carrinho de compras.

    Sinopse

    Hobsbawn observou que durante o século XX não foi possível comparar suas décadas com qualquer outra época anterior e o século XXI caminha para sua inigualável temporalidade. A partir da segunda década, esse século vem passando por modificações extremamente rápidas e a primavera árabe é um dos grandes exemplos, mas não o único. As transformações estruturais em sociedades conservadoras com modelos de governo de pouca participação popular parece não encaixar nos propósitos do sujeito pós moderno, como descreveu Hall. Para ele, o sujeito pós moderno é aquele composto de múltiplas identidades abertas que estarão em processo de formação até o fim da sua vida, logo, consideradas inacabadas. Dessa maneira, o sujeito determina que o ciberespaço seja a criação de inúmeras identidades a partir do olhar daquilo que o sujeito queira se transformar para aceitação e pertencimento a determinados ou múltiplos grupos. Para uma melhor compreensão do processo social, este livro capta essa metamorfose em distintas regiões para que o leitor possa se situar no contexto dos conflitos e como eles tendem a nascer. Todo o processo vivenciado no passado requer seu aperfeiçoamento. A revolução do microcrédito de Muhammad Yunus, a soberania nacional, o sentimento de Pátria, a territorialidade, noções de povos, governos de direita e governos de esquerda etc. Criou-se o sentimento de que o mercado dita as ações governamentais e as noções maiores do que seriam os governos de direita, de centro ou de esquerda (e todas as suas derivações) ganharam novas perspectivas. Em junho de 2019, durante o encontro das vinte maiores economias mundiais (G-20), nasce a proposta de acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia que pode gerar um incomensurável tratado entre os países. No entanto, é necessário destacar que os países latinos ainda são reconhecidos por sua exportação de matérias primas, como ocorria nos séculos XIX e XX. Esses países são excepcionais fornecedores de produtos agropecuários. Segundo relatório da FAO de 2018, o mundo perde entre um quarto e um terço dos alimentos produzidos anualmente para o consumo humano. Entram nessa cifra os alimentos desperdiçados. Tudo isso equivale a 1,300 bilhões de toneladas de alimentos. E os países latinos estão inseridos nesse contexto devido à falta de infraestrutura e de planejamento urbano para o escoamento de suas safras. Assim, as transformações sociais, econômicas ou políticas requerem novos avanços que não foram sentidos anteriormente e o sujeito pós moderno está inserido nessa perspectiva. Alessandro Rezende Doutor em Ciências Sociais
    Mostrar mais

    Ficha técnica

    Especificações

    ISBN9788544436295
    SubtítuloESTUDOS INTERDISCIPLINARES E COMPARATIVOS VOLUME 6
    Organizador para link
    Pré vendaNão
    Peso810g
    Livro disponível - pronta entregaNão
    Dimensões23 x 16 x 3.2
    IdiomaPortuguês
    Tipo itemLivro Nacional
    Número de páginas510
    Número da edição1ª EDIÇÃO - 2020
    Código Interno913179
    Código de barras9788544436295
    AcabamentoBROCHURA
    EditoraCRV
    Sob encomendaSim
    OrganizadorFONSECA, VICENTE | XAVIER, LÍDIA DE OLIVEIRA | ÁVILA, CARLOS F DOMINGUEZ

    Este livro é vendido

    SOB ENCOMENDA

    Prazo estimado para disponibilidade em estoque: dias úteis

    (Sujeito aos estoques de nossos fornecedores)

    +

    Prazo do frete selecionado.

    (Veja o prazo total na sacola de compras)

    Comprar